terça-feira, 30 de agosto de 2011

Marcas de Vida

Tinha marcadas no rosto as linhas de uma história incontável em folhas de papel. Abrindo brechas na pele, como que formando vales de memórias profundamente secretas, essas linhas a que na terra chamam de rugas eram o mais valioso dos trunfos da mulher que, sabiamente, as exibia com orgulho na face.

Sem comentários:

Enviar um comentário