segunda-feira, 26 de setembro de 2011

A centopeia

Lembro-me de me contarem uma parábola em que uma centopeia, quando questionada por um sapo sobre como conseguia coordenar as suas cem patas sem tropeçar em nenhuma delas, simplesmente deixou de andar.

Há situações que se resolvem melhor não pensando nelas. A não ser que queiramos ser centopeias de duas patas que ficam a meio do caminho.

Sem comentários:

Enviar um comentário