quinta-feira, 29 de setembro de 2011

O carvalho

O velho carvalho, salpicado de folhas verdes e amarelas, erguia-se sobre o jardim como um guardião intemporal dos que, nas pardacentas tardes de Outono, se esgueiravam para longe dos olhares mortiços da cidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário