terça-feira, 8 de novembro de 2011

Casos perdidos

Não raras vezes, julgam-se perdidos os seres cuja conduta, aos olhos da sociedade (ou aos olhos pessoais que temos), é desviante. Em casos como esses, é habitual ouvir a expressão aquele homem perdeu-se, aquela mulher está perdida. Não acredito que os homens se percam. Não acredito em casos perdidos. Pois se acreditasse que os humanos descem à crueza dos casos impossíveis, estaria a desistir da humanidade que os define.

Sem comentários:

Enviar um comentário