domingo, 18 de dezembro de 2011

Miopia

Era o fim do entardecer. O homem tirou os óculos e pouso-os sobre a secretária, deixando que a luz do candeeiro incidisse sobre eles. Levantou-se e caminhou até à janela do quarto, deixando que a miopia o guiasse. Queria ver as cores do entardecer. Certamente vê-las-ia melhor usando os óculos que pousara sobre a secretária. Contudo, queria ver apenas os borrões de cor com que o céu se pintara. E os contornos distantes de um horizonte silencioso e adormecido, qual esperança que se esvaia e renasce.

1 comentário: