domingo, 11 de dezembro de 2011

Os que raras vezes são lembrados

Christian Lous Lange morreu a 11 de Dezembro de 1938. Em 1921, foi Prémio Nobel da Paz com Karl Hjalmar Branting. Saídos da Grande Guerra, ambos acreditaram no projecto que manteria todos os povos do mundo fraternalmente unidos, a Liga das Nações.

Não devem ser esquecidos os homens visionários que, no seu tempo, ousam acreditar na proeza de que é possível mudar o mundo. Pois facilmente tombam da memória os que raras vezes são lembrados.

Sem comentários:

Enviar um comentário