sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Poema-retracto

Retenho-te
imagem
e te aprisiono nas palavras
perenes de um
poema-retracto.

Alcanhões, 30 de Dezembro de 2011 – 23h18m

1 comentário:

  1. Palavras e imagens às vezes se confundem, falam juntas. Belo poema, Samuel.
    Obrigada pelo carinho e pela gentileza.
    Espero que você goste do texto de Clarice. Para mim, ela sempre valeu a leitura.
    Abraço grande e muito sucesso nesse novo ano.

    ResponderEliminar