quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

O livro

O homem fitava o silêncio dos livros que o guardavam pacientemente na noite fria, quietos na estante. Sabia que, de todos os silêncios, era o que mais palavras prometia. As páginas dos livros encerram fascinantes histórias em expectativa. Esperam que lhes seja desvendada a voz. E ingenuamente se entregam à incerteza das mãos que levianamente os desrespeitam.

Sem comentários:

Enviar um comentário