quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

[O poeta]

O poeta
é o mais
comum dos
mortais
com o mais
incomum dos
espíritos.


Alcanhões, 29 de Fevereiro de 2012 - 22h50m

1 comentário:

  1. Porque será que me sinto com o mais incomum dos espíritos, sendo do mais comum como mortal, mas não sou poeta? Deve ser do medo que sinto da fonética, da semântica e dessas coisa todas da gramática...

    Parabéns, gosto muito!*

    ResponderEliminar