segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Poesia em mim

Há em
mim uma
vontade de
Poesia, de
palavras perenes. Há
em mim um
profundo suspiro
de lirismo
etéreo.

Há em
mim um
grito calado e
livre, um brado de
esperança e
Arte.

Alcanhões, 6 de Fevereiro de 2012 – 22h38m

1 comentário: