sexta-feira, 17 de agosto de 2012

A democracia é uma crica mal lavada

(No dia em que a banda soviética Pussy Riot foi
condenada por cantar um tema anti-Putin)

O mundo fendeu-se e
sangra podridão
de medo e
desesperança.

Sentam-se nos
tronos… Corrijo!
Sentam-se nas
cadeiras párias e
tiranos travestidos de
democratas e
justos.
Dói-me a dor
que me faz doer a
dor de ver
a bestialização de uma
humanidade que de
besta nada
tem.

Portugal consumido
por larvas de
corrupção.
Europa putrefacta,
nauseabunda de
mentiras.
China imperialista e
ditatorial.
América hipócrita,
ou não fosse a Casa Branca
mais suja
que os currais de
Aúgias. Paradoxo...
Israel e a irmandade
americana.
África dilacerada,
em carne viva.
Rússia inquisitorial.

Não são homens
que nos governam.
Não são homens
que nos governam.
Não são homens
que nos governam.
Se nos governassem
homens, seria
o mundo mais
humano.
Governam o mundo
os senhores que nos
encarceram a voz e o
pensamento sem que o
percebamos.
Cheiram a mofo.
Cheiram a ranço.
Cheiram a podre.
Cheiram a censura.
Cheiram a mentira.
Cheiram a morte.
Ressuscite-se o Cristo
e expulsem-se os vendilhões
do templo.
Ressuscite-se Maomé
e unam-se os povos
desunidos.
Ressuscite-se Moisés
e desçam novas Tábuas
da Lei.
Ressuscite-se o Buda
e guie-se o homem rumo ao
nirvana.
Pois se ressuscitassem Sócrates,
matá-lo-iam com cicuta.
Se ressuscitassem Giordano Bruno,
queimá-lo-iam na fogueira.
Se ressuscitassem Einstein,
forçá-lo-iam ao exílio.
Vivemos
numa democracia
que nada mais é
do que uma
crica mal
lavada.
Uma farsa.
Um nojo.
Uma ofensa.
Indecente!

E salvam-se os que
do nojo cospem
dignidade na crica
suja e doente.
E salvam-se os que
do nojo cospem
decência nos que
fodem a crica
suja e doente.
E salvam-se os que
do nojo cospem
verdade nos que
nascem da crica
suja e doente.

A democracia em que vivemos
é nada mais que uma crica
suja e doente e mal lavada
que geme, agonizante, por salvação
e esperança.

Lisboa, 17 de Agosto de 2012 – 17h31m

Sem comentários:

Enviar um comentário